Etanol

Etanol
O etanol é representado pela fórmula C2H6O, ou, de forma mais detalhada, CH3CH2OH. É uma substância orgânica obtida da fermentação de açúcares derivados da cana. Ele é altamente inflamável, podendo entrar em combustão, se submetido a uma fonte de calor, a partir de 13°C.
O etanol é considerado um tipo de biocombustível, já que é obtido através de plantas, como cana-de-açúcar, milho, mandioca, batata e outros vegetais. No Brasil, a produção se divide entre o milho e a cana-de-açúcar.

Por originar-se de matérias-primas renováveis, ou seja, fabricado através de recursos da natureza que não se esgotam, o etanol é a solução sustentável no seguimento de combustíveis.
Suas principais vantagens são:
– Menor poluição do meio ambiente, emitindo menos gases tanto durante a fabricação quanto no uso;
– Produzido a partir de matéria-prima renovável;
– Geração de empregos em toda a cadeia produtiva, desde às áreas rurais até à indústria;
– Menor custo para o consumidor final comparado aos combustíveis fabricados à base de petróleo.
– Maior resistência à auto detonação, característica conhecida como octanagem.

Por estarem submetidos a elevadas temperaturas e pressão dentro do motor, os combustíveis podem explodir de forma não controlada. Com o passar do tempo, essas detonações podem prejudicar o rendimento do motor, ou até mesmo estragá-lo. Por possuir maior octanagem, o álcool se torna mais resistente à detonação. A octanagem do etanol comum é de 110, enquanto a da gasolina é de 87.